As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders

As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders
A América do Sul ganhou com a Floresta Amazônica e a Foz do Iguaçú

sexta-feira, setembro 09, 2011

Goiás


ENTREVISTA



Secretário destaca a importância do debate com toda a sociedade

O secretário de Estado da Educação, Thiago Peixoto, afirmou, durante o lançamento das diretrizes para a reforma educacional - também denominada de "Pacto Pela Educação" -, que as medidas previstas no plano podem ser implementadas com o próprio orçamento destinado à Educação e que Goiás será referência para o restante do país com a implantação deste grande projeto em toda a rede estadual.

As mudanças propostas no bojo da reforma colocam a aprendizagem dos alunos e a valorização dos professores como prioridades. Trata-se de uma reforma abrangente que contempla todo o sistema educacional nos seus diferentes aspectos. A expectativa do governo, segundo Thiago Peixoto, é de que o conjunto de ações apresentadas possa tornar forte nosso sistema educacional, com reflexos na vida de cada um dos cerca de 600 mil estudantes da rede estadual.

A execução do plano, conforme destaca o secretário da Educação, só ocorrerá após três meses de debates com a sociedade para que as propostas sejam validadas e possam se transformar num grande pacto pela educação.

Nesta breve entrevista coletiva, minutos antes do anúncio oficial das diretrizes da reforma educacional, na última segunda-feira, Thiago Peixoto falou também dos desafios que elas trazem. Confira:

Na prática, o que é o "Pacto pela Educação"?

Thiago Peixoto – Os países que conseguiram experimentar um salto de qualidade na Educação contaram com o envolvimento de toda a sociedade. Aqui em Goiás nós temos um plano de reforma educacional que precisa do engajamento de todos os goianos para que se torne realidade, para que seja realmente efetivado. Esse é nosso esforço hoje.

Em que as diretrizes da reforma educacional irão inovar junto ao sistema educacional em Goiás? 

Thiago Peixoto – Esta proposta está estruturada em cinco pilares. 
O primeiro é a valorização e o fortalecimento dos profissionais da Educação, em especial dos professores.
O segundo é o pedagógico, com medidas de grande impacto que vão alterar, pra melhor, a aprendizagem dos nossos alunos.
O terceiro ponto é gestão. Nós temos que melhorar muito a qualidade da gestão nas escolas e dos serviços administrativos. Temos processos de reformas de escolas que cumprem um grande caminho burocrático. 
O quarto pilar trata da redução das desigualdades que existem na própria rede. Há escolas com resultados muito bons e outras muito ruins; e queremos que as ruins também se tornem ótimas escolas. 
O quinto pilar, que também é fundamental, é o da meritocracia. Estamos criando políticas de bonificação tanto para alunos, que receberão uma poupança, quanto para os professores, que é o bônus com base na frequência e no desempenho dos seus alunos, e também para as escolas que receberão bônus se atingirem as metas estipuladas pela secretaria. .

A Reforma Educacional em Goiás, terá a amplitude de se tornar referência para o país? 

Thiago Peixoto - Esse plano tem um grande diferencial. Existem muitas ações positivas ocorrendo no meio educacional em todo o país, mas não há um plano consistente, algo que pensou o todo. O nosso estado é o único que está fazendo isso, de forma abrangente, e eu acredito que seremos, sim, referência nacional.

Com que recursos esse plano será colocado em prática? 

Thiago Peixoto – O principal ponto aqui é uma gestão mais qualificada dos recursos, ou seja, gastar melhor o que temos. Nós percebemos que dentro dos recursos que nós temos hoje, as propostas previstas nesse plano podem ser custeadas pelo próprio orçamento da Secretaria da Educação, bastando apenas otimizar o gasto deste recursos, aplicá-los com melhor qualidade na rede estadual.

Algumas medidas previstas no "Pacto Pela Educação" já estão sendo realizadas,  aproximadamente à quatro meses. É possível fazer um balanço dessas ações? 

Thiago Peixoto – Existem ações muito positivas que já estão acontecendo, como por exemplo, a escolha dos diretores, que nesta gestão tiveram que se qualificar e fazer prova antes de se candidatar. Outra ação é o fortalecimento do papel dos tutores pedagógicos, e outra iniciativa muito boa foi a Avaliação Diagnóstica, que vem aferir o aprendizado do aluno e propor formação adequada para os professores desses alunos. Enfim, são alguns exemplos de ações que fazem parte do plano e que já estão acontecendo.
Fonte: Secretaria da Educação de Goiás

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente essa Postagem

Postagens populares

ONU Brasil

Portal IBRE

São Paulo