As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders

As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders
A América do Sul ganhou com a Floresta Amazônica e a Foz do Iguaçú

quarta-feira, novembro 23, 2011

Goiás


PACTO PELA EDUCAÇÃO


O Pacto em ação


Matéria publicada originalmente na Tribuna do Planalto
Depois de percorrer todas as 38 Subsecretarias Regionais de Educação, o momento agora é de analisar as críticas, sugestões e opiniões recebidas "nos quatro cantos" do Estado para formatar o plano de reforma educacional para o sistema educacional de Goiás, o chamado Pacto Pela Educação, cujas diretrizes foram lançadas em 5 de setembro. Até o final do ano, a previsão é que já esteja tudo pronto para colocar o plano em prática a partir de janeiro de 2012 - algumas iniciativas já estão em execução, como o programa Reconhecer.

“Foi fundamental esse momento de discussão. Em todo município pelo qual nós passamos, sem exceção de nenhum, boas sugestões foram dadas. Agora é o momento de reunir todo esse material e incluí-lo no Pacto”, avaliou o secretário da Educação, Thiago Peixoto, que acredita que o diálogo é a chave para o sucesso da reforma educacional goiana.

“Agora vamos apresentá-la para a sociedade civil organizada como um todo. Ainda iremos conversar com o Conselho Estadual de Educação e entidades de classe, como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-GO). Queremos que o Pacto não seja apenas um projeto de governo, mas sim um projeto de Estado, e a participação de todos, de todos mesmo, é fundamental”, ressalta.

Para o secretário, os principais interessados – e os principais beneficiários - já foram ouvidos. “Nós iremos continuar com esse processo de discussão, mas conversamos primeiro com quem tinha prioridade, ou seja, nossos educadores. Eles são os principais agentes das mudanças que estão sendo propostas para a educação em Goiás”, explica.

E por falar neles, a valorização do professor, tanto no aspecto financeiro, quanto no social, é um dos principais pontos de todo o Pacto Pela Educação. Dessa forma, o compromisso do Governo do Estado de pagar o Piso Nacional dos Professores ganha ainda mais força, uma vez que se trata de uma reivindicação justa dos educadores goianos.

Propostas - Entre as principais ideias colhidas no interior, está a proposta de ampliação dos programas de valorização do profissional da educação para os servidores administrativos. Esta sugestão foi dada em praticamente todas as regionais. A reforma, vale ressaltar, já prevê a extensão do programa Reconhecer para esta categoria de profissionais que têm papel importante no contexto escolar.

Outra boa sugestão foi a de ampliar os benefícios previstos no Pacto Pela Educação aos alunos que mais se destacarem nas escolas da rede pública estadual. Além da poupança para o estudante, a proposta sugerida é que o Estado também conceda Bolsa Universitária, incentivando esses alunos a continuar seus estudos no ensino superior.

A reforma prevê ainda uma série de premiações como reconhecimento aos esforços individuais e coletivos nas escolas. Para o trabalho em equipe, por exemplo, foi lançado o Prêmio Escola, que recompensará com até 40 mil reais as unidades de ensino que conseguirem atingir as metas estabelecidas pela Seduc.
 
Fonte:Ascom Seduc

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente essa Postagem

Postagens populares

ONU Brasil

Portal IBRE

Governo de Goiás

São Paulo