As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders

As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders
A América do Sul ganhou com a Floresta Amazônica e a Foz do Iguaçú

quarta-feira, novembro 09, 2011

Goiás

ARTIGO

O Pacto pela Educação em debate

Publicado no jornal Diário da Manhã do dia 19/11
As escolas públicas têm um relevante papel a desempenhar no contexto da educação formal e precisam, cada vez mais, responder aos anseios da sociedade. 


Para melhorar as condições dessas escolas e aprimorar o processo de ensino e aprendizagem na rede estadual em Goiás, o governo lançou em setembro último as diretrizes para uma ampla reforma no ensino, o Pacto Pela Educação. Desde então, essas diretrizes foram debatidas com as comunidades nas 38 Subsecretarias Regionais de Educação. O debate se estenderá agora a instituições públicas e privadas na capital e no interior.

Milhares de pessoas participaram dos encontros regionais e contribuíram com ideias, críticas e sugestões. Depois de conhecerem os fundamentos da proposta e as metas estabelecidas no plano de reforma, professores, pais, estudantes e comunidade identificaram onde e como ele pode ser melhorado. 



Essa é uma contribuição importante, pois, para uma mudança como a que está sendo proposta agora, que rompe com estruturas e práticas antigas e nem sempre eficazes, é imprescindível esse olhar cuidadoso de todos os que têm interesse em ver a educação de Goiás cada dia melhor. 

É nesse diálogo que poderemos construir um Pacto que seja um caminho seguro na direção da educação que queremos, com qualidade e oportunidades para os 600 mil estudantes da rede pública em Goiás. 



Não podemos mais conviver com os números da educação pública, que mostram uma realidade dura vivida pelos estudantes das escolas estaduais, com nível de proficiência muito aquém do ideal nas disciplinas básicas de Língua Portuguesa e Matemática. 

Nesses debates, a comunidade passou a conhecer de forma detalhada a reforma. Uma reforma estruturada em cinco grandes pilares, entre eles a valorização e o fortalecimento dos educadores. 



Essa reforma proposta pela Secretaria da Educação promove a reorganização dos professores na rede estadual para que os melhores e mais experientes estejam na sala de aula, ensinando; prevê bonificações para esses professores, de acordo com a assiduidade. Para um pai e uma mãe que confiam o aprendizado do filho a uma escola, essas duas condições são de extrema relevância. 


Eles terão muito mais segurança de que o filho aprenderá. Essa também é uma reforma que tem como uma das principais metas a alfabetização das crianças até os 7 anos de idade. Hoje, muitas delas completam a primeira etapa do Ensino Fundamental com dificuldades para ler e interpretar o que lê. 

A reforma educacional também prevê o projeto de suporte às escolas em maior dificuldade – as chamadas escolas vulneráveis. O Governo de Goiás rebate a tese de que o aluno mais carente não pode aprender, mas reconhece que este enfrenta mais desafios neste processo. Levando isso em conta, este projeto propõe uma atenção pedagógica especial a essas escolas, por meio de maior acompanhamento e de materiais de apoio aos alunos e docentes. 



Também prioriza o investimento na educação em tempo integral nas regiões em pior situação social e educacional. Por fim, incentiva os professores mais capacitados e experientes para que eles estejam com os alunos que mais apresentam dificuldades. É uma ação direta para correção da desigualdade do nosso sistema.

É importante que todos os setores da sociedade tenham colaborado ao participar – e que continuem participando - dos debates do Pacto pela Educação. Um Pacto que une uma ação de intenso estudo ao diálogo com a população. Ele já está mudando a vida das nossas escolas, dos nossos professores. E mudará, também, o futuro de todos os nossos estudantes.

José Frederico Lyra Netto é chefe do Núcleo de Reforma Educacional da Secretaria de Estado da Educação
Fonte: Ascom Seduc 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente essa Postagem

Postagens populares

ONU Brasil

Portal IBRE

Governo de Goiás

São Paulo