As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders

As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders
A América do Sul ganhou com a Floresta Amazônica e a Foz do Iguaçú

sexta-feira, novembro 25, 2011

Goiás


ARTIGO

Pacto pela Educação: Um plano, muitas idéias, grandes resultados

Publicado originalmente no jornal HOJE do dia 23 de novembro
Cinco eixos estratégicos, 25 ações de grande impacto, 38 subsecretarias regionais. Centenas de professores, gestores, coordenadores pedagógicos, estudantes, servidores administrativos, autoridades, políticos e representantes da sociedade civil organizada. Dezenas de idéias e sugestões. E um pacto. O Pacto Pela Educação, que tem como objetivo central melhorar a qualidade do ensino público em Goiás por meio de uma reforma educacional que provoque grandes mudanças no atual sistema.

Antes mesmo do anúncio oficial das 25 diretrizes da reforma, feito em 5 de setembro deste ano, a decisão de percorrer todas as regiões do Estado para colher opiniões, críticas e observações que seriam feitas pela comunidade escolar já estava tomada. Era preciso que toda a implantação do Pacto fosse conduzida de forma democrática. E mais: era imprescindível que déssemos voz àqueles que convivem diariamente com a realidade e o dia a dia das escolas - os educadores. 

Por isso nossa satisfação ao nos depararmos com tão boas e valiosas contribuições que nos foram dadas. Nesses encontros que foram promovidos pelo interior do estado, a ideia de se ampliar a valorização do profissional da educação para os servidores administrativos, por exemplo, foi praticamente unanimidade. Inclusive, essa é uma medida bastante válida, já que esses profissionais têm papel importante no contexto escolar e nossa reforma também já prevê a extensão do programa Reconhecer - que concede bônus de até R$ 1,5 mil aos professores efetivos mais assíduos - a estes servidores.

Outra boa sugestão foi a de ampliar o benefício que irá oferecer premiação aos alunos que mais se destacarem em nossas escolas. Além da poupança para o aluno - iniciativa que está prevista nesta reforma educacional -, a proposta que nos foi apresentada é que o Estado também conceda Bolsa Universitária aos melhores, incentivando, assim, esses alunos a continuar seus estudos e aumentando as chances de ele concluir um curso superior.

Desde então, a Secretaria de Estado da Educação tem reunido esforços para avaliar tudo o que foi proposto e o que poderá, de fato, ser colocado em prática dentro dos cinco pilares que norteiam a reforma educacional. O primeiro deles, e provavelmente o mais importante, é a valorização e o fortalecimento do profissional em educação. Ele visa ações como a formação continuada destes profissionais e a adoção de estratégias que tornem a carreira do professor mais atrativa.

Ainda há muito por vir. Como o programa “Ensino Médio Inovador / Jovem de Futuro”, lançado no último dia 16 pelo governador Marconi Perillo e pelo secretário Thiago Peixoto e que terá resultados concretos e bastante positivos na diminuição da evasão escolar nesta etapa do ensino e no aumento significativo do desempenho destas escolas em língua portuguesa e matemática.

O que se pode extrair de toda estas discussões promovidas com a sociedade sobre o Pacto Pela Educação é que a participação de todos os goianos é fundamental. A melhoria da Educação tem que ser uma luta conjunta, de todos. Este pacto não é do governador, do poder público ou da secretaria. É de todos os goianos. E só desta forma é que conseguiremos fazer com que os avanços que ele prevê para o sistema educacional em Goiás sejam reais. Só assim é que ele deixará de ser uma política de governo para ser uma política de estado. E só com ele, implantado pra valer em toda a rede pública, é que poderemos então ver uma geração de jovens profissionais preparados e capacitados para impulsionar Goiás rumo ao desenvolvimento.

Raph Gomes Alves é chefe do Núcleo de Orientações Pedagógicas da Secretaria de Estado da Educação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente essa Postagem

Postagens populares

ONU Brasil

Portal IBRE

Governo de Goiás

São Paulo