As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders

As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders
A América do Sul ganhou com a Floresta Amazônica e a Foz do Iguaçú

segunda-feira, janeiro 16, 2012

FAO

Novo RESPONSÁVEL PELA FAO APONTA ERRADICAÇÃO DA FOME NO MUNDO COMO PRIORIDADE 














O novo diretor-geral da FAO, o brasileiro, José Graziano da Silva
Roma, 3 Janeiro 2012 – Dois dias após tomar posse, o novo diretor-geral da FAO, José Graziano da Silva assegurou em sua primeira coletiva de Imprensa que sua prioridade será a erradicação da fome e da desnutrição da face da terra.
Graziano da Silva disse aos jornalistas que com um mandato de apenas três anos e meio pela frente, não há tempo a perder.  A  FAO começará  por ampliar o apoio aos países de baixa renda e com deficit alimentar, especialmente aqueles que enfrentam crises prolongadas.
"Acabar com a fome requer o compromisso de todos: nem a FAO nem qualquer organismo ou governo vencerá essa guerra sozinho", disse Graziano da Silva, acrescentando que ele quer trabalhar "da forma mais democrática e transparente" com os países membros, agências do Sistema Nações Unidas, o setor privado, a sociedade civil e outras partes interessadas.
A erradicação da fome é a primeira das cinco prioridades estratégicas que pretende alcançar na FAO, informou Graziano da Silva. As outras são: Produção e Consumo Sustentável de Alimentos; Maior Equilíbrio no Gerenciamento dos Sistemas Alimentares a nível mundial; Concluir o processo da reforma da FAO; e Expandir as Parcerias e a Cooperação Sul-Sul.
Recuperar a confiança
"Precisamos recuperar a confiança entre a Secretaria e os Países Membros para seguir em frente, e pretendo alcançar isso promovendo uma relação transparente e construtiva com os Países Membros e órgãos do governo da FAO ", explicou.
O diretor-geral também enfatizou que lutará para que a FAO se torne mais eficaz e receptiva por meio da redução de custos administrativos e um aumento na eficiência. Ele reiterou que essas medidas não afetarão o trabalho técnico da FAO, e que tratará de aplicá-las para reforçar a ajuda direta da organização aos países.
Estou convencido de que a organização pode fazer uma contribuição importante e cada vez maior para a segurança alimentar e para a produção e o consumo de alimentos no mundo", concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente essa Postagem

Postagens populares

ONU Brasil

Portal IBRE

Governo de Goiás

São Paulo