As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders

As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders
A América do Sul ganhou com a Floresta Amazônica e a Foz do Iguaçú

quinta-feira, fevereiro 05, 2015

ONU promove turismo como fórmula determinante na redução da pobreza, e incentivo ao desenvolvimento sustentável, aliada à preservação do ambiente natural.

Na atualidade, o turismo gera um em cada 11 empregos em todo o mundo, bem como colabora com 9% do produto doméstico bruto global e ainda, em 30% das exportações em todo o mundo.

Dinalva Heloiza

                             Estátuas na templo Angkor Wat, em Siem Reap Camboja. Foto: UNESCO

Ministros de Turismo e de Cultura, das várias partes do mundo se encontraram ontem no sudeste asiático, no Camboja, onde juntos eles se propuseram a identificar oportunidades e desafios para a cooperação entre os dois setores, visando a preservação ambiental e a redução da pobreza em todo o mundo. Esta é a Primeira Conferência Mundial sobre Turismo e Cultura, e a iniciativa pioneira, é liderada por duas agências da ONU,  inaugurada nesta quarta-feira (04) em Siem Reap, localizada aos pés de um dos mais legendários pontos turísticos do mundo, o Templo de Angkor Wat.

O encontro, é promovido pela Organização Mundial de Turismo (OMT) e a Organização da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), e tem como objetivo maior, incentivar os países a encontrarem soluções para um maior proveito do poder do turismo e da cultura na mitigação da pobreza, maiores oportunidades na geração de trabalhos, a efetiva proteção do  patrimônio natural e cultural das nações, e a promoção da paz internacional.

"Hoje, o turismo cultural – é um mosaico de formas artísticas em todo o mundo, com locais históricos, festivais, tradições e peregrinações – se distingue por um contínuo crescimento, além de um ritmo sem precedentes", disse Taleb Rifai, secretário-geral da OMT. "A curiosidade da humanidade pelas distintas características deste legado em herança cultural, é o elemento que realmente diferencia um destino de outro."

O secretário geral da OMT, descreveu o crescimento do turismo internacional desde os anos 1950 e a contribuição sócio-econômica promovida pelo setor, que é responsável por um em cada 11 postos de trabalho em todo o mundo, bem como sua contribuição em nove (9%) por cento do produto interno bruto (PIB) global e trinta (30%) por cento junto ao total das exportações mundiais.

A Diretora Geral da UNESCO, Irina Bokova, juntou-se ao secretário geral da OMT, Sr. Rifai, com o objetivo de estabelecer uma parceria visando uma nova construção sustentável, resultante da união entre o turismo e a cultura. Em seu discurso ela lembrou os objetivos desta parceria, criar um elo positivo que se reforça mutuamente com a dinâmica dos dois setores, onde a construção da sustentabilidade, tem a premissa de beneficiar as comunidades locais.


"Nosso ponto de partida é a salvaguarda da cultura em todas as suas formas, desde os monumentos ao patrimônio vivo, abrangendo tradições, festivais e as artes do espectáculo", disse Ms. Bokova. “ Fazemo-lo, porque a cultura é o que somos. Ela molda nossa identidade e é uma forma para promover o respeito e a tolerância entre as pessoas." pontuou, ao frisar que essa visão é um dos motores para incentivar o desenvolvimento sustentável em todo o planeta.

Com informações do Centro de Notícias da ONU. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente essa Postagem

Postagens populares

ONU Brasil

Portal IBRE

São Paulo