As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders

As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders
A América do Sul ganhou com a Floresta Amazônica e a Foz do Iguaçú

domingo, maio 31, 2015

O Movimento ElesPorElas (HeForShe) de Solidariedade da ONU Mulheres pela Igualdade de Gênero, conquista a adesão da CNM - Confederação Nacional dos Municípios.

ONU Mulheres

Cerca de 5 mil pessoas, entre prefeitos, vereadores, secretários e gestores municipais, governadores e senadores, testemunham o ato de adesão da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) ao Movimento ElesPorElas (HeForShe) de Solidariedade da ONU Mulheres pela Igualdade de Gênero no início da manhã de quarta-feira (27/05), em Brasília, durante a XVIII Marcha em Defesa dos Municípios.


                                                     Slogan da Campanha da ONU Mulheres (HeforShe) #ElesporElas 


O compromisso foi firmado pelo presidente da CNM, Paulo Ziulkoski, com a ONU Mulheres Brasil por meio de memorando de entendimento para cooperação técnica sobre gênero, raça e direitos humanos voltada à municipalidade, incluindo aportes técnicos sobre políticas públicas com perspectiva de gênero, realização de estudos, pesquisas, campanhas sobre igualdade de gênero e direitos das mulheres, e ainda debates internacionais sobre gênero e políticas para mulheres no âmbito da CNM, da Federação Latino-americana de Cidades, Municípios e Associações de Governos Locais (Flacma) e da Organização Mundial de Cidades e Governos Locais Unidos (CGLU).

“Prefeitos e prefeitas, vereadores e vereadoras do Brasil, este é um momento importante. Temos tido um aumento gradativo na participação políticas das mulheres, porém muito fraco”, destacou ao mencionar o aumento de 20% de mulheres eleitas em relação ao pleito anterior, mas o que representa 11% de prefeitas em todo o país. Ziulkoski falou sobre a necessidade de ampliar o número de mulheres como prefeitas e a importância dos gestores aderirem ao movimento ElesPorElas. Durante o evento, prefeitos, vereadores e outras lideranças locais foram incentivados pela CNM para aderir à campanha e incentivar e promover ações em seus territórios.

 Sob a liderança do presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski, prefeitos e prefeitas e autoridades políticas levantam em ato de apoio ao movimento ElesPorElas (HeForShe)
Foto: Bruno Spada/ONU Mulheres.

Solidariedade mundial – “Nada poderia ser mais simbólico e mais concreto ao realizarmos essa parceria com prefeitos e prefeitas do Brasil, ao lançamento da campanha ElesPorElas. Para além da adesão pessoal, convidamos a todas e todos para promoverem lançamentos locais e ações efetivamente concretas à favor da igualdade de gênero entre homens e mulheres”, disse Ana Carolina Querino, oficial representante do Escritório da ONU Mulheres Brasil.
Em seu discurso, ela formalizou o convite para a CNM compor o Comitê Nacional para Impulsor ElesPorElas Brasil, a ser integrado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR) e outros parceiros, tais como empresas, universidades e sociedade civil.

Ana Carolina ressaltou a liderança da diretora executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo Ngcuka, no movimento contra o apartheid na África do Sul, país onde foi vice-presidente. Querino, Ngcuka considera que ao estabelecer “o compromisso de instituições e atores-chave, é possível findar as lacunas em desigualdades seja entre homens e mulheres seja entre negros e brancos. Nesse sentido, ela nos convida ao compromisso de dar um passo decisivo para que juntos possamos promover um planeta 50-50 em 2030.

O primeiro passo para que alcancemos essa igualdade, é de fato, conscientizar um maior número de atores à criação dessa Campanha, para que de fato tenhamos um movimento de solidariedade em que todos e todas estejam efetivamente comprometidos com esse objetivo que é a igualdade entre homens e mulheres”.

Uma das fundadoras da CNM Dalva Christofolletti mostrou-se muito emocionada com a adesão da confederação ao movimento ElesPorElas e a parceria com a ONU Mulheres. Ela atua no movimento municipalista nacional há mais de 60 anos e preside o Centro de Estudos e Apoio aos Municípios e Empresas (Ceame). “Dentre a pauta tributária, a XVIII Marcha em Defesa dos Municípios deu um passo importante sob a liderança do presidente Ziulkoski para discutir e trabalhar mais para a participação política das mulheres. É o avanço de uma caminhada iniciada há 35 anos”, afirmou.

Ao fim do ato, os gestores e participantes homens e mulheres presentes se levantaram demonstrando apoio à campanha ElesPorElas e várias lideranças municipalistas tiraram fotos com a mensagem ‘Eu também governo para as mulheres”.

Campanha ONU Mulheres (HeForShe)#ElesporElas


Prefeitos e autoridades municipais aderem ao movimento internacional #ElesPorElas (HeForShe)
durante a XVIII Marcha em Defesa dos Municípios.Foto: Isabel Clavelin/ONU Mulheres


#ElesPorElas Prefeitos e autoridades municipais aderem ao movimento HeForShe da ONU Mulheres de Solidariedade pela Igualdade de Gênero. Foto: CNM


Prefeitos e autoridades municipais aderem ao movimento internacional #ElesPorElas (HeForShe) 
durante a XVIII Marcha em Defesa dos Municípios.Foto: Isabel Clavelin/ONU Mulheres.


 Prefeitos e autoridades municipais aderem ao movimento internacional #ElesPorElas (HeForShe) 
durante a XVIII Marcha em Defesa dos Municípios.Foto: Isabel Clavelin/ONU Mulheres


Prefeitos e autoridades municipais aderem ao movimento internacional #ElesPorElas (HeForShe) 
durante a XVIII Marcha em Defesa dos Municípios.Foto: Isabel Clavelin/ONU Mulheres


Prefeitos e autoridades municipais aderem ao movimento internacional #ElesPorElas (HeForShe)
durante a XVIII Marcha em Defesa dos Municípios.Foto: Isabel Clavelin/ONU Mulheres


Auditório do Evento no Lançamento da Campanha (HeforShe) #ElesporElas
da ONU Mulheres, durante a  Marcha em Defesa dos Municípios.Foto: Isabel Clavelin/ONU Mulheres.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente essa Postagem

Postagens populares

ONU Brasil

Portal IBRE

Governo de Goiás

São Paulo