As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders

As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders
A América do Sul ganhou com a Floresta Amazônica e a Foz do Iguaçú

domingo, abril 27, 2014

Goiás promove o I Encontro das Águas e apresenta Plano Estadual de Recursos Hídricos

* Dinalva Heloiza de Oliveira

Segundo estimativas da ONU – Organização das Nações Unidas, um bilhão de pessoas carecem de acesso a um abastecimento de água suficiente, definido como uma fonte que possa fornecer 20 litros por pessoa ao dia, a uma distância não superior a mil metros.

O enfrentamento da crise global causada pela crescente demanda de recursos hídricos para atender às necessidades agrícolas e comerciais da humanidade, bem como a crescente necessidade de saneamento básico, provocou a realização de diversas conferencias voltadas para este recurso vital: A Conferencia das Nações Unidas para a Água (1977); a Década Internacional de Abastecimento de Água Potável e Saneamento (1981-1990); a Conferencia Internacional sobre Água e Meio Ambiente (1992) e a Cúpula da Terra (1992). Em especial a Década, contribuiu com que 1.3 bilhões de pessoas em todo o mundo obtivessem acesso à água potável.


Causas de abastecimento inadequado de água incluem o uso ineficiente, a degradação da água e a superexploração das reservas de água subterrâneas.  Ações corretivas visam a alcançar uma melhor gestão dos escassos recursos de água potável em todo o mundo, com foco particular na oferta e na demanda, quantidade e qualidade. Atividades do Sistema das Nações Unidas visam ao desenvolvimento sustentável dos recursos finitos e frágeis de água doce, que estão sob pressão crescente com o crescimento populacional, a poluição e as demandas de usos agrícolas e industriais.

A importância crucial da água para muitos aspectos da saúde humana, do desenvolvimento e do bem-estar levou a objetivos específicos relacionados à água no apoio a cada um dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Essas metas referem-se a: erradicar a extrema pobreza e a fome, alcançar a educação primária universal, promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres, reduzir a mortalidade infantil, melhorar a saúde materna, combater o HIV/AIDS, a malária e outras doenças, garantir a sustentabilidade ambiental e desenvolver uma parceria global para o desenvolvimento.

Encontro das Águas em Goiás apresenta Plano Estadual de Recursos Hídricos



O estado de Goiás realizou de 22 a 25 de abril, o 1º Encontro das Águas de Goiás (Enago), com o tema “Água: fator de produção e sustentabilidade”, e contou com a presença da ministra do Meio Ambiente Izabella Teixeira.

O I Encontro das Águas de Goiás (Enago), com certeza é um evento de grande relevância em cenário nacional, e foi aberto pela secretária do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Jacqueline Vieira.  A secretária, em seu discurso de abertura, afirmou que o Estado se encontra acima da média brasileira em termos de gestão de recursos hídricos, “não só pelos esforços governamentais, mas pelo constante diálogo e participação dos setores produtivos”.

“Goiás se apresenta com a maturidade necessária para realizar a gestão das águas de forma integrada e participativa, visando tornar nosso crescimento econômico perene e sustentável, pois sem a água, fator de produção insubstituível, não estaríamos galgando os níveis de desenvolvimento de hoje e de nosso futuro”, afirmou.

O encontro apresentou abordagens relevantes para o Estado no contexto do planejamento e na gestão responsável dos recursos hídricos, contribuindo para enriquecer o debate sobre a sustentabilidade do sistema e o arranjo institucional e legal na implantação da Política Estadual de Recursos Hídricos. Além de promover um debate que permita dirigir o foco sobre problemas específicos de Goiás, sem perder de vista a realidade nacional que emoldura e delimita os rumos da política de recursos hídricos no País.

O destaque do I Encontro ficou por conta da apresentação do Plano Estadual de Recursos Hídricos, o maior instrumento de gestão da água já feito em Goiás. O Plano está sendo desenvolvido pelo consórcio Inypsa-Cobrape, responsáveis pelos planos da bacia do Rio Paranaíba e da Espanha. Este plano é o maior dentro do Programa Interáguas, do Governo Federal, e possui recursos do Banco Mundial. A apresentação foi feita pela gerente de Planejamento de Recursos Hídricos da Semarh, Jackeline Fleury, pelo secretário nacional de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente, Ney Maranhão, e pelo representante do consórcio vencedor, Rodolpho Humberto Ramina.

O segundo dia do Enago terminou com o Diálogo Universitário: um encontro com estudantes de Gestão Ambiental para uma conversa sobre os novos mercados que se abrem na área de recursos hídricos.

O diálogo teve início com a secretária estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Jacqueline Vieira, que discorreu sobre o processo de formação cultural sustentável. Jacqueline abriu espaço para a secretária executiva do Conselho de Meio Ambiente da Federação das Indústrias de Minas Gerais, Patrícia Boson. A convidada expôs dados sobre a disponibilidade hídrica, o uso e o desperdício de água. Também discorreu sobre o mercado de trabalho na área de recursos hídricos. “Há setores da economia onde há carência de profissionais que sabem lidar com usos e reusos dos recursos hídricos”, cita.

O evento contou também com a palavra do Presidente da Agência Municipal de Meio Ambiente de Goiânia, Pedro Wilson, que falou sobre importância da educação para a formação e desenvolvimento da sociedade, e também sobre profissões voltadas para a gestão de recursos hídricos. Estudantes e professores também participaram, com perguntas sobre recuperação de rios, em especial o Meia Ponte; a disputa de mercado entre as categorias profissionais da área ambiental e a engenharia civil; grade curricular e incentivo à capacitação profissional, entre outros questionamentos.

O I Encontro das Águas de Goiás terminou na sexta-feira, com o painel “Produzindo Água”, sobre ações de preservação e conservação da quantidade e qualidade da água.


* Jornalista MTE - 3231

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente essa Postagem

Postagens populares

ONU Brasil

Portal IBRE

Governo de Goiás

São Paulo