As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders

As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders
A América do Sul ganhou com a Floresta Amazônica e a Foz do Iguaçú

terça-feira, abril 24, 2012

Rio + 20


UNESCO e UIT querem inclusão de Tecnologias de Informação e Comunicação no documento final da Rio + 20.

Dinalva Heloiza

A Comissão de Banda Larga para o Desenvolvimento Digital emitiu ontem, 23/04, um pedido durante a abertura da segunda rodada de negociações informais sobre o documento final da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20, para incluir referências substanciais às Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) no documento em negociação.

“Em um mundo onde um número maior de pessoas têm acesso a um telefone móvel, em comparação a água potável ou conta bancária, as tecnologias de informação e comunicação, conectadas à banda larga, oferecem uma plataforma incomparável para hospedar uma variedade de serviços de desenvolvimento, tais como sistemas de pagamento móvel, aplicações para a saúde, serviços de observação da Terra e, cada vez mais acesso ao governo eletrônico.”

O pedido foi impetrado pela Comissão, intitulada “Chamado para Ação“, que ocorre após o lançamento do relatório “A Ponte da Banda Larga, conectando as TIC com a ação do clima para uma economia de baixo carbono“.

“É vital que as tecnologias de informação e comunicação sejam devidamente reconhecidas no documento final da Rio+20, uma vez que as TIC fornecem soluções tecnológicas críticas e necessárias para alcançar o desenvolvimento sustentável a toda a humanidade e ao planeta em que vivemos”, afirmou o Secretário-Geral da União Internacional de Telecomunicações (UIT), Hamadoun Touré. A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) também apoia o pedido da Comissão.

O Relatório

O relatório, apresenta o resultado do trabalho realizado pelo Grupo de Trabalho sobre Mudanças Climáticas, presidido pelo Sr. Hans Vestberg, presidente e CEO da Ericsson. O Relatório foi lançado durante a 5 ª reunião da Comissão de banda larga em Ohrid, Macedônia.

Este relatório enfatiza o tipo de soluções transformadoras que são habilitadas pela banda larga e oferece uma gama de exemplos práticos em como essa tecnologia poderá vir a contribuir com a redução dos gases de efeito estufa (GEE), a mitigação e adaptação aos efeitos das mudanças climáticas, e a promoção e eficiência destes recursos.

O relatório propõe 10 recomendações para os decisores políticos que acreditam na capacidade de acelerar e fortalecer o potencial das TIC e da banda larga como indutor na aceleração do progresso global para a economia de baixo carbono.

Mensagem do Sr. Hans Vestberg e Dr Hamadoun Touré

A mudança climática é um dos maiores desafios que a humanidade vem enfrentando. Nenhum país irá permanecer intacto a ela. Alguns podem experimentar eventos climáticos extremos, outros de seca severa ou elevação do nível do mar. resultando em perda de áreas costeiras.

Os líderes mundiais, com base no consenso científico do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), vem há vários anos trabalhando com o objetivo de evitar que as temperaturas globais se elevam a mais de dois graus Celsius (3.6 graus Fahrenheit), o que permite conter os riscos mais graves e as consequências dessas alterações climáticas.

Isso exigirá reduções substanciais das emissões de gases de efeito estufa (GEE), em particular de CO2, uma tarefa difícil que só pode ser alcançada com a transformação para uma economia de baixo carbono.

Este relatório pretende mostrar como a banda larga poderá vir a contribuir para a redução de GEE, bem como mitigar e adaptação aos efeitos das mudanças climáticas. Para cumprir este potencial, é necessário um novo quadro político. O relatório visa ilustrar este aspecto, apresentando as melhores práticas de governo na mobilização das TIC para a redução das GEE e na construção de sociedades inclusivas.

O relatório propõe 10 recomendações para os decisores políticos que acreditam na capacidade de acelerar e fortalecer o potencial das TIC e da banda larga como indutor na aceleração do progresso global para a economia de baixo carbono.

Congratulamo-nos com o seu feedback, na esperança de que o relatório seja um trampolim para posterior discussão e ação.

Atividades

O grupo, presidido por Hans Vestberg, presidente e CEO da Ericsson, foi lançado em Barcelona (Espanha) em 16 de fevereiro de 2011. O grupo realizou três reuniões via teleconferência em 31 de Março, 30 de Maio de 2011 e 04 de outubro.

Fonte: ONU ITU

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente essa Postagem

Postagens populares

ONU Brasil

Portal IBRE

Governo de Goiás

São Paulo