As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders

As 7 Maravilhas da Natureza eleitas pela New7Wonders
A América do Sul ganhou com a Floresta Amazônica e a Foz do Iguaçú

quarta-feira, abril 04, 2012

Goiás

Chapada dos Veadeiros, um caminho para o Turismo Sustentável.
Dinalva Heloiza

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, é uma das mais importantes reservas do bioma Cerrado no país, e caminha para se tornar um destino turístico sustentável.
 Na sexta-feira, dia 30, foram apresentados em Alto Paraíso (GO), os quatro produtos turísticos - ‘Estudo da Imagem da Biosfera Goyas’, ‘Mapas Turísticos do Parque’, ‘Plano de Marketing’ e ‘Plano Municipal de Turismo’ - resultados de dois anos de trabalhos realizados no parque. através do ‘Projeto de Fomento ao Turismo em Parques Nacionais e Entorno’, uma iniciativa do Ministério do Turismo, em parceria com o Sebrae.

Com o mapa, o turista terá em mãos a oferta de produtos e de serviços turísticos ofertados na unidade de conservação e em seu entorno. Os planos e o estudo fazem parte do conjunto de iniciativas voltadas para fomentar a integração e o desenvolvimento do turismo nas unidades de conservação contempladas.

“Com esse projeto, conseguimos estimular um diálogo entre os diversos atores que compõem a cadeia produtiva da região, promovendo a conservação e o desenvolvimento do turismo na região. O objetivo é chegarmos a um modelo de turismo sustentável e a uma promoção consciente dos atrativos desses destinos”, explica a coordenadora geral de Serviços Turísticos do MTur, Rosiane Rockenback.

Os produtos foram entregues durante o ‘Seminário de Encerramento do Projeto Fomento ao Parque Nacional de Chapada dos Veadeiros’. O qual, contribuiu a conscientização dos empresários em melhorias na qualidade dos serviços, e mais, como importantes cenários ao desenvolvimento do turismo naquela região. 

“A preservação do parque proporciona um grande fluxo de turistas, o que, estimulou um trabalho com o apoio das entidades parceiras, viabilizando uma efetiva participação integrada junto ao trade turístico”, afirmou o secretário de Turismo de Alto Paraíso, Fernando Couto.

O Parque da Chapada dos Veadeiros é o primeiro dos cinco parques nacionais, incluídos no ‘Projeto de Fomento ao Turismo em Parques Nacionais e Entorno’, a ter acesso aos produtos do projeto. O MTur definiu um cronograma de apresentação dos resultados também junto ao ‘Parque Nacional da Serra dos Órgãos’ (RJ), ‘Parque Nacional Aparados da Serra’ (RS/SC), ‘Parque Nacional de Anavilhanas’ (AM) e o ‘Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha’ (PE).

O projeto conta também com apoio do ‘Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade’ (ICMBio), e da ‘Associação Brasileira de Turismo de Aventura e Ecoturismo’ (Abeta), com a participação dos governos locais.

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros



O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, foi criado em 1961, pelo decreto 49.875, de 11 de janeiro, e inicialmente recebeu a denominação de Parque Nacional do Tocantins, com área de 625.000 Ha. 

O objetivo inicial que resultou na criação do Parque da Chapada dos Veadeiros, foi a proteção dos mananciais hídricos da região do Cerrado, por onde fluem as principais nascentes dos rios que formam a bacia hidrográfica do continente. 

Desde sua criação a área original do parque sofreu inúmeras reduções, provocado principalmente pela cultura agrícola, o que limitou a sua reserva atual a praticamente 10% de sua área original, um total de 65.514 ha. 

O parque abrange três municípios no Estado de Goiás,  Cavacante, Colinas do Sul e Alto Paraíso. A porta de entrada para a reserva é o vilarejo São Jorge, fundado por antigos garimpeiros, e que dista 260 km de Brasília e 480 km de Goiânia.


A região abriga as nascentes mais importantes das bacias hidrográficas do país. Num contexto geral a Chapada dos Veadeiros é o divisor de águas das bacias dos rios Paranã e Maranhão, afluente mais alto do rio Tocantins, portanto, da bacia amazônica. 

Além disso, esta é a área mais alta localizada no Planalto Central, com mais de 1.600 metros de altitude em relação ao  nível do mar - banhada pelos rios Preto e São Bartolomeu - os quais originaram toda a variedade de cachoeiras e corredeiras - que alimentam  as três maiores bacias hidrográficas do Brasil: a da Amazônia, a Paraná e a São Francisco.

O Cerrado, é o segundo maior bioma do país, ocupando uma área de 2.036.448, correspondente a mais de 23% do território nacional, onde é constituído principalmente por savanas. Este bioma ocupa a totalidade do Distrito Federal e uma boa parte dos estados de Goiás, Bahia,  Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Piauí, Rondônia, São Paulo e Tocantins. 


A paisagem tem uma predominância caracterizada por extensas formações savânicas, interceptadas por matas ciliares que circulam ao longo dos rios e fundos de vale. As árvores do cerrado, tem peculiaridades distintas, normalmente seus troncos são tortos, cobertos por grossa camada de cortiça, com folhas geralmente grandes e rígidas. 

Muitas plantas herbáceas possuem órgãos subterrâneos, com o objetivo de armazenar água e nutrientes. Os problemas mais comuns que afetam o Cerrado são na maioria das vezes causados pelo fogo, algumas vezes provocado por questões naturais, em outras provocados pelo homem. No ambiente do Cerrado são conhecidos até o momento mais de 1.500 espécies animais, formando o segundo maior conjunto animal do planeta. 

Devido à ação do homem, o Cerrado passou por grandes modificações, consequentemente, causando a extinção de algumas espécies. Dentre as que correm risco de desaparecer estão o tamanduá-bandeira, a anta, o lobo-guará, o pato-mergulhão, o falcão-de-peito-vermelho, o tatu-bola, o tatu-canastra, o cervo, o cachorro-vinagre, a onça-pintada, a ariranha e a lontra.

Em 2001, a UNESCO, através da avaliação de um diagnóstico daquela região, declarou o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, Sitio do Patrimônio Natural da Humanidade, quando teve sua área ampliada para 235.000 ha e, posteriores 65.514 ha.

Todos os anos a pequena vila de São Jorge é palco de um evento cultural que em cada edição, agrega um maior número de visitantes, é o Encontro das Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, que em 2012 se reúne pelo 111º ano consecutivo, com a presença de grupos e mestres das culturas tradicionais brasileiras, povos indígenas e artistas de várias partes do Brasil. Nessa época os moradores de São Jorge recepcionam milhares de visitantes pelo período de uma semana, quando compartilham com os turistas e habitantes de cidades vizinhas os atrativos culturais e a programação deste Encontro. 

Além de divulgar a cultura da região, o evento propicia a integração de várias manifestações da cultura tradicional brasileira, como a caçada da Rainha, dos Congos, da Catira, dos Violeiros e dos Kalungas. Por meio das rodas de prosa e através dos diálogos desses grupos, ocorre uma troca de informações entre os representantes de culturas tradicionais. Durante todo o mês, vários grupos advindos de cidades que compõem a Chapada dos Veadeiros se apresentam num palco armado na área central do vilarejo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente essa Postagem

Postagens populares

ONU Brasil

Portal IBRE

Governo de Goiás

São Paulo